Sinal de Cullen

 

O Sinal de Cullen é um sinal de hemorragia retroperitonial, seja ela por pancreatite aguda necro-hemorrágica, ruptura de gravidez ectópica, ou em menor numero de casos quando há rompimento de um aneurisma de aorta ou de órgão como o baço em caso de trauma. Este sinal é caracterizado por uma equimose periumbilical de coloração azul-preta e pode estar associado ao sinal de Grey-Turner, caracterizado por equimose em flancos. Estes achados se devem à drenagem de líquido ascítico hemorrágico ao longo dos planos das fáscias, infiltrando o tecido subcutâneo.

A equimose aparece 24-48 horas após a ruptura do parênquima pancreático e caracteriza uma pancreatite aguda grave, sendo 15-20% delas e com mortalidade de até 20%. Em associação, costuma-se encontrar dor abdominal em faixa, na metade superior do abdome, que piora com a alimentação. Além disso, estão associados também náuseas, vômito, SARA, IRA pré-renal, íleo paralitico, IC, taquicardia e taquipneia.

 

Bibliografia

1- www.spmi.pt/revista/vol06/vol6_n1_1999_43-49.pdf

2- www.gesepfepar.com/semiologia/gastroenterologia/pancreatite-2.pdf

3- www.revista.hupe.uerj.br/detalhe_artigo.asp?id=170

 

Liga Acadêmica de Semiologia e Medicina Interna – LASEMI